SUS oferece tratamento para esclerose múltipla

(Foto:Divulgação)


Remédio injetável melhora qualidade de vida dos pacientes


Ao todo, 15 mil pacientes tratam a doença pelo SUS.(Foto:Divulgação)

Pacientes com Esclerose Múltipla Remitente-Recorrente (EMRR), doença que prejudica o sistema nervoso central, terão gratuitamente o medicamento acetato de glatirâmer (Copaxone) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O remédio injetável será oferecido em doses de 40 mg e ajuda melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Existem três tipos de esclerose múltipla, cada uma com estágios diferentes de evolução, ocorrendo especialmente entre adultos de 18 a 55 anos. A estimativa é de que 35 mil pessoas convivem com a doença no País. Dessas, 15 mil estão em tratamento pelo SUS.

Consequências

A doença pode provocar fadiga, formigamento ou queimação nos membros, visão embaçada, dupla ou perda da visão, tontura, rigidez muscular e problemas de cognição. Para tratar essas consequências da esclerose, o SUS oferece 44 procedimentos clínicos e de reabilitação, além dos remédios.Fonte: Ministério da Saúde

Be the first to comment on "SUS oferece tratamento para esclerose múltipla"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*