UEPB adia início do período letivo 2018

Justificativa dificuldades financeiras  e outras dificuldade, afirmou reitor

Campus da UEPB em Campina Grande (Foto: Leonardo Silva/Jornal da Paraíba/Arquivo)Campus da UEPB em Campina Grande (Foto:Divulgação)

   A  Reitoria da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) adiou o início do período letivo 2018.1 para os 3.077 aprovados pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) nesta segunda-feira (18). De acordo com a portaria publicada nesta segunda-feira, o período vai ter início apenas em 2019.

O adiamento, entre outras medidas, foi feito para evitar “que a Universidade enfrente uma realidade ainda mais drástica, de insolvência financeira que poderia, inclusive, comprometer pagamento de servidores docentes e técnico-administrativos, bem como a manutenção de atividades essenciais”.

Além do adiamento do início do período letivo, o reitor Rangel Júnior determinou a suspensão do pagamento de horas extras, do afastamento de professores e técnico-administrativos para capacitação ou formação continuada que implique em contratação de substituto; da concessão de mudança de regime de trabalho aos servidores que implique em aumento nas despesas de pessoal; das ajudas de custo ou hospedagens para convidados de outras instituições; e da concessão de transporte para a participação de alunos em eventos acadêmicos.

Segundo o reitor Rangel Junior, caso não fossem adotadas essas medidas emergenciais, inadiáveis e de fortes repercussões acadêmicas e sociais, a UEPB poderia ser levada a uma situação de insolvência de consequências imprevisíveis, já no segundo semestre deste ano.

“Mesmo que o governo indique que devemos fechar alguns Centros, temos a opinião contrária ao fechamento de qualquer câmpus. Podem até cogitar isso para depois de 2020, mas até lá nossa posição é de que não fecharemos nenhum campus”, afirmou Rangel.

Be the first to comment on "UEPB adia início do período letivo 2018"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*